A linguagem matemática e a resolução de problemas: uma reflexão


Quando concluí o curso de Licenciatura Plena em Ciências – Habilitação Matemática, acreditava que meus alunos teriam a mesma determinação que os graduandos para o aprendizado dessa disciplina. O tempo passou e fiquei seis anos fora da sala de aula, ou seja, sem o exercício pleno das funções de uma professora, que era aquilo que eu estaria habilitada a executar. Quando retornei a essa atividade em 1996 notei que muitas mudanças haviam ocorrido e que o ensino da Matemática já não era aquela coisa aterrorizante que eu havia me acostumado a ouvir, apesar de não concordar.

Essa nova visão me estimulou a estudar novamente para ficar a par das mudanças ocorridas e a começar uma pesquisa, com a principal finalidade de detectar onde estaria a maior causa da completa falta de compreensão da Matemática por parte dos alunos, a ponto de se ter várias turmas com cerca de 80 a 90% dos alunos com notas baixíssimas. Comecei então minha Pós-Graduação em Educação Matemática.

Apesar da aversão que tinham pela disciplina, pude notar que a maioria dos alunos cometiam erros na escrita, alguns deles eram comuns outros não. Os alunos, tanto do nível Fundamental ou Médio, tinham o hábito de escrever como falavam. Não faziam distinção entre as normas Culta ou Coloquial. Baseada neste fatos,  iniciei essa pesquisa para mostrar que o problema existia e era realmente um dos responsáveis pelo déficit na aprendizagem de Matemática.

Fiz leitura de vários livros e textos que tratavam sobre o assunto para uma melhor fundamentação teórica. Era preciso decidir alguns pontos da pesquisa: qual o método,  as estratégias de avaliação, quais os recursos visuais e materiais que seriam utilizados, o tempo de duração da interferência.

Como ministrava aulas para turmas do 1º, 2º e 3º anos no Ensino Médio, decidi realizá-la junto aos alunos do 1º ano. Durante o tempo dessa interferência, fiz várias atividades com os alunos, utilizando vários recursos para que o objetivo da pesquisa, que era mostrar que a linguagem interferia no aprendizado de Matemática, fosse atingido. Trabalhei com eles a interpretação dos problemas matemáticos dos níveis simples aos mais complexos, utilizando os recursos necessários para uma melhor compreensão das atividades que estavam sendo aplicadas. Primeiro trabalhei textos  de fácil compreensão. Elaboramos algumas questões mostrando sentidos diferentes para a  mesma palavra em matemática. Depois apliquei problemas mais complexos, para que resolvessem e respondessem algumas questões.

No tempo destinado à execução dessa interferência, além dos erros na escrita , notei que os alunos tinham uma dificuldade enorme em trabalhar usando a abstração, precisavam de dados palpáveis. Imaginar possibilidades? Não sabiam nem o que isso significava.

No final da pesquisa foi feita uma avaliação para que eles mesmos avaliassem seu rendimento depois dessas aulas. 76% dos alunos acreditaram numa melhora no seu desempenho, 12% acreditaram que continuavam do mesmo jeito, ou seja, não houve melhora e, 12% acreditou que a interferência prejudicou seu aprendizado. Dessa pesquisa, pude perceber que trabalhar as diferentes linguagem poderá deixar nosso aluno mais perspicaz tornando-o mais eficiente no aprendizado dessa disciplina.

Verifiquei que programar aulas de Matemática com o uso concomitante da Língua Materna, Português, é uma das saídas para que o nível de aprendizagem dela seja ampliado. Pois, quando vivenciamos o problema, ou seja, quando fazemos parte dele, o aprendizado é maior, sem nenhuma sombra de dúvida.

Quando realizei essa pesquisa, os recursos virtuais ainda não eram muito utilizados em sala de aula, então utilizei mais os recursos materiais. Hoje tenho certeza que com a utilização dos recursos virtuais que temos disponíveis na web, o aprendizado de Matemática seria muito mais eficaz.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: