Solidariedade

Eu, como funcionária da Secretaria da Educação de Goiás, poderia ficar no meu   canto, pois já recebi o pagamento do mês de dezembro, um pouco atrasado, claro, mas sim.

Na realidade, estou apreensiva com a situação dos colegas,  funcionários públicos como eu,  que estão sem receber o referido subsídio, e não sabem quando isso acontecerá realmente. Sei que o MP-GO está tomando providências para resguardar os seus direitos.

Sei que a frase ‘ funcionário público não trabalha mesmo’ já é muito conhecida . E será que só por isso pode esperar ou não precisa receber? Alguém já pensou em trocar de lugar conosco pra ver o que realmente acontece nos bastidores?  Tenho certeza que não. Se trocassem, nos enxergariam com outros olhos. Claro que existe, em qualquer empresa pública ou privada, esse tipo de funcionário. Generalizar? Não seria um bom caminho. Tem muitos funcionários que não usam desse artifício para garantir o seu ganha-pão, trabalham mesmo.

A matéria veiculada no jornal Diário da Manhã no dia 08/01/2011 – páginas 06 e 07, traz um relato dizendo onde e como foi gasto o dinheiro que deveria ter sido reservado, em primeiro lugar, para o pagamento do funcionalismo, afinal como disse o Tenente André Luiz Gonçalves do Santos, vice-presidente da Associação dos Oficiais da polícia Militar e dos Bombeiros, não trabalhamos para Cidinho (Alcides Rodrigues, PP, ex-governador ), mas para o Estado de Goiás.

Sabemos que existem problemas e que serão contornados o mais breve possível. Como ficará a situação daqueles que só tem essa fonte de renda e dali depende para o sustento efetivo de sua família? Tenho certeza que muitos gostariam que o Governador Marconi Perillo, se pronunciasse apresentando as medidas que foram ou serão tomadas para a solução do problema.

 

6 respostas a Solidariedade

  1. Johnathan Ferreira diz:

    Como servidor público estadual me posiciono de forma cautelosa quanto ao questionamento pelo fato da existência da legalidade apresentada. E entendo que realmente existem dificuldades, herdadas pelo Governo antecessor e que deixou um verdadeiro buraco no Estado, mas não duvido de que será tudo adequado e solucionado como se deve e de forma ágil. Todos nós servidores devemos ter esta compreensão, pois estamos dentro da máquina administrativa e sabemos bem o que ocorreu com a receita do Estado.

    • Kenya diz:

      Concordo com você meu amigo Johnathan. Temos que ser cautelosos. As dificuldades existem e estamos vendo isso. Confio muito nos novos administradores. Penso apenas naqueles que não receberam o subsidio devido e podem estar passando por difilcudades pra manter sua família.

  2. Rogério Lucas diz:

    O Secretário da Fazenda deu entrevista em q foi claro: A folha de janeiro e o desconto obrigatório dos juros da dívida com o governo federal somam o q está previsto para arrecadar em janeiro. Que milagre é possível? Tem um, talvez: se o judiciário e o Ministério Público toparem, o governo reaver o dinheiro pago às empreiteras e agências de propaganda no apagar das luzes de Cinho/Braga. Boa campanha, não acha?

  3. Rogério Lucas diz:

    A pressão é legítima. Mas é preciso lembrar q este governo teve 5 dias úteis para equacionar o problema. Não há fábrica de dinheiro. A questão, acho, é saber pq o governos optou por pagar mais de 500 MILHÕES para empreiteiros e agências de propaganda — algumas fantasmas — ao invés de quitar 340 MILHÕES da folha. Alguém já ouviu falar de comissão para pagamento do funcionalismo?

    • Kenya diz:

      Saber o que fez o governo anterior optar por essa ou aquela estratégia, não resolve o problema. Se essa informação for necessária para a quitação dos subsídios devidos, então que se busquem todas as que se fizerem necessárias para tal.
      O que o funcionalismo quer e precisa, é ter seu salário disponível para cumprir seus compromissos com o sustento de sua família.

  4. […] This post was mentioned on Twitter by Adison Sykes. Adison Sykes said: RT @Kenya20_27: Isso é o q posso fazer pelo colegas, funcionários públicos. https://eusimplesmente.wordpress.com/2011/01/09/solidariedade/ […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: